• Lab
  • AndroidForMobile Foundation at
    HOME
              
    LATEST STORY
    Facebook’s attempts to fight fake news seem to be working. (Twitter’s? Not so much.)
    ABOUT                    SUBSCRIBE
    Aug. 29, 2017, 10:44 a.m.
    Reporting & Production
    LINK:   |   Posted by: Shan Wang   |   August 29, 2017

    Veículos jornalísticos que competem pelos leitores no Reino Unido estão enfrentando uma dura batalha contra 3 gigantes. Notícias de BBC, The Guardian e Mail Online somam 63% do que leitores leem. analisou usuários durante o meio de março até o meados de abril de 2017. A BBC sozinha tem 39% da audiência.

    Segundo o levantamento, os mesmos 3 veículos representaram 64% do tempo gasto na leitura de notícias online.

    O estudo da Reuters acompanhou os hábitos de navegação por desktop e laptop de 3.455 leitores de notícias no Reino Unido. Também analisou o comportamento durante 2 grandes eventos: os ataques terroristas de março à Westminster e a remoção forçada de passageiros de 1 voo da United Airlines em abril. (Uma ressalva principal: O estudo observou comportamentos por desktop, então não levou em conta o “consumo de títulos ou fragmentos em ambientes de distribuição ou consumos nativos de artigos via o aplicativo Instant Articles, do Facebook, o AMP, do Google, Apple News, etc. Também exclui o consumo de pequenos vídeos ou vídeos ao vivo em plataformas de distribuição“).

    O site da BBC foi a fonte primária de notícias durante os ataques em Westminster. 76% dos pesquisados que leram qualquer notícia sobre o ataque o fizeram pela BBC e 55% confiaram apenas na BBC. “O estudo da Reuters descobriu que leitores também buscaram especificamente fontes da BBC, realizando pesquisas com as palavras-chave “ataques terroristas + BBC“.

    Quando se trata de engajamento do leitor e lealdade a certos veículos, a BBC aparece novamente no topo.

    A BBC lidera a lista com uma média de 31 notícias por visitante único, seguida pelo MSN (24), the Guardian (15), BuzzFeed (14), the Mail Online (13) e The Times (9). Nenhuma outra publicação nacional tem uma média de mais de 5 notícias acessada por cada visitante por mês. Publicações como o Sun e o Mirror, que conseguiram construir uma grande lealdade dos leitores impresso, geram apenas 4 e 3 notícias por visitante cada, com uma média de apenas 4 minutos para cada publicação durante o mês.

    O status da BBC ajuda a garantir a audiência. No período estudado, 78% das visitas a notícias do veículo foram de tráfego direto (o resto é um misto de redes sociais, buscas e links de outros sites). Mídia social é a maneira por meio da qual outros veículos menores conseguem competir com as marcas dominantes. (Novamente, este estudo particular concentrou-se no comportamento de desktop; via mídias sociais, os 3 grandes mencionados teriam uma audiência ainda maior).

    The Portuguese version of this story first appeared in . Translation by .

    Show tags Show comments / Leave a comment
     
    Join the 45,000 who get the freshest future-of-journalism news in our daily email.
    Facebook’s attempts to fight fake news seem to be working. (Twitter’s? Not so much.)
    Plus: How YouTubers spread far-right beliefs (don’t just blame algorithms), and another cry for less both-sides journalism.
    Public or closed? How much activity really exists? See how other news organizations’ Facebook Groups are faring
    We analyzed the data of groups as large as 40,000 members and as small as 300, from international organizations to local publishers. How does yours fit in?
    Here’s what the Financial Times is doing to get bossy man voice out of (okay, less prominent in) its opinion section
    “She wrote a fabulous piece that did incredibly well and I think there’s no way on earth that (a) she would have submitted or (b) it would have run, before we started this stuff. It got more than double the usual number of pageviews for an opinion piece.”
    источник www.fashioncarpet.com.ua

    еще по теме

    там